Buscar

Qual a importância do Colecalciferol (Vitamina D) na Odontologia?



É simplesmente curioso o fato de este assunto ser tão pouco abordado em mídias sociais e veículos televisivos, principalmente em um momento evidentemente crítico, no que diz respeito à questão da saúde sistêmica mundial.


O colecalciferol exerce papel mais que fundamental em diversos microssistemas do corpo humano. Sistema imunológico, musculoesquelético, nervoso, endócrino, cardiovascular e respiratório. Este hormônio é considerado vital para a saúde cerebral também (1).


As baixas concentrações de vitamina D levam a alterações na homeostase de cálcio e fósforo, hiperparatiroidismo secundário, perda óssea, osteoporose e aumento do risco de quedas e fraturas. Além dos seus conhecidos efeitos no sistema musculoesquelético, como raquitismo em crianças e osteomalácia em adultos (que pode levar à osteoporose), a deficiência e/ou insuficiência de vitamina D tem sido associada a uma variedade de adversidades:


Doenças autoimunes, como diabetes mellitus tipo 1;

Doenças cardiovasculares, como hipertensão arterial e aterosclerose;

Neoplasias;

Obesidade;

Resistência à insulina;

Intolerância à glicose;

Além de todas as alterações acima citadas, gostaríamos de enfatizar a importância da Vitamina D3 dentro da área odontológica. A sua insuficiência, aumenta consideravelmente o risco de periodontite (Saiba mais sobre a perdiodontite: https://www.avcorporate.com.br/post/doenca-periodontal), devido a incapacidade de combate as infecções microbianas orais. O colecalciferol também é responsável pelo metabolismo ósseo, pois estimula a atividade de osteoclastos (células de destruição óssea) e osteoblastos (células de formação óssea).


Por conta disso, se faz importante enfatizar que, recentemente na Ortopedia, foram desenvolvidos alguns estudos mostrando que o baixo nível da vitamina aumenta o risco de infecções periprotéticas, ou seja, infecções na região de próteses articulares. O que nos leva diretamente de volta a Odontologia, devido a grande quantidade de pacientes com Implantes de titânio. Neste sentido, já existem alguns estudos relacionando a deficiência da Vitamina D com perda óssea em região bucal e automaticamente com falhas na cicatrização de implantes dentários.


A influência do Colecalciferol na osseointegração de implantes dentários foi estudada em ratos, através de uma pesquisa, onde os mesmos foram induzidos a osteoporose, com e sem a suplementação da vitamina.


Os resultados obtidos constataram um aumento da densidade na área óssea em 1,2 vezes e o contato osso-implante em 1,5 vezes na histomorfometria, além de aumentar a força máxima de push-out (força de remoção) em 2,0 vezes no teste biomecânico (4). Assim sendo, se faz necessário que o paciente faça exames laboratoriais que possam indicar os níveis de cálcio, fósforo e vitamina D, antes de algum tipo de cirurgia a nível ósseo, como colocação de implantes, extrações dentárias, enxertos, ou até mesmo quando a incidência de inflamações gengivais for muito frequente.


Sugerimos que todos pesquisem mais a fundo os benefícios de se manter os níveis normais de Vitamina D, que segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) é de 20 a 30 ng/mL. A Endocrine Society dos Estados Unidos trabalha com a mesma nota de corte, considerando deficientes os pacientes que estão abaixo destes níveis.


Em nossos artigos e publicações nunca colocamos nada como verdade absoluta e sempre sugerimos para nossos amigos e pacientes que pesquisem os assuntos abordados e consultem seus médicos a respeito de seu próprio caso. É muito importante que exames de rotina sejam feitos constantemente para saber se os níveis da vitamina encontram-se estáveis, pois, ainda que o paciente esteja suplementando, caso haja alguma falha na absorção, os níveis podem cair, colocando o paciente em risco da mesma forma.


Existem diversos estudos e reportagens sobre a Vitamina D, com linguagem menos científica, para que todos tenham acesso a informações tão relevantes para a saúde sistêmica. Não há como negar que este hormônio é vital para todos nós, principalmente em um período de pandemia, que muito se fala em protetor solar e pouco se fala sobre os benefícios da exposição solar.


A maioria das mulheres se utilizam de maquiagens com proteção solar, se protegendo justamente daquilo que pode favorecer sua saúde, os raios UVB. Além disso, segundo o Dr. Lair Ribeiro, Médico Cardiologista e Nutrólogo renomado no assunto sobre a Vitamina D, o que realmente penetra com mais intensidade na pele são os raios UVA, cujos protetores solares no Brasil, em sua grande maioria não tem proteção. Cerca de 95% da luz que incide sobre nosso corpo, é UVA e os únicos protetores solares que possuem esse tipo de proteção são importados e extremamente caros, pois possuem propriedades PPD (Persistent Pigment Darkening - Pigmento de Escurecimento Permanente) , que garante a prevenção contra o envelhecimento da pele. Pior que isso, é que além dos protetores nacionais protegerem contra algo que mal nos atinge (UVB), eles possuem agente cancerígenos como:


4-MBC (metil-benzilideno cânfora), parabenos, metais pesados, oxibenzona, ensulizole, homosalato e impedem a fabricação da Vitamina D (5) .


Recomendamos sempre que possível banhos de sol diários, cujo tempo varia de acordo com a cor da pele e idade do paciente, pois isso determina a espessura da derme e o índice de absorção dos raios. Ou, para aqueles que não tem essa possibilidade, fazer a reposição de vitamina D, sempre com a indicação e supervisão de um profissional da área de saúde.

Fontes:


1 - Bislev LS , Rodbrol L , Rolighed L , Sikjaer T , Rejnmark L . Effects os vitamin D3 Supplementation on muscle strenght , mass , and physical performance in woman with vitamin D insufficency : a randomized placebo controlled trial . Calcif tissue Int 2018;103(5):483-93 ;

2 -Dra. Aricia Helena Galvão Giribela CRM/SP 87.067 | RQE 49.482 | RQE 49.483 - Cartilha Apsen Farmacêutica ;

3 - Revista Implant News V.6 nº 1 - Jan/Fev 2021 - ISSN 2675 - 5610 - Influência da Deficiência de Vitamina D na Implantodontia ;

4 - Zhou C , Li Y , Wang X , Shui X , Hu J . 1,25 Dihydroxy vitamin D improves titanium implant osseointegration in osteoporotic rats . Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol 2012 ; 114:174-82 .

5- DR. LAIR RIBEIRO AO VIVO (curas proibidas) VIT D3 E K2 :

www.youtube.com/watch?v=NmgPT8NdPFI

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo